As formigas são insetos com níveis bastante avançados de sociedade chamada pelos cientistas de eusocialidade compartilhando três características que são: 1) Grande capacidade de sobreposição de gerações em um mesmo local no caso (ninho); 2)Cuidado cooperativo com toda sua prole; 3)divisão de tarefas entre cada um dos indivíduos que a constituem: reprodutores, operárias e rainhas. Nesse grupo chamado de Hymenopteros podemos citar além das formigas, os cupins, vespas e as abelhas.

São da família Formicidae descrito e catalogado até 2010 com 12.585 espécies já identificadas, mas os cientistas acreditam que o número de espécies no planeta seja até 10 vezes superior. Os registros de fósseis indicam que elas surgiram a 100 milhões de anos atrás no período Cretáceo desde então colonizaram quase todas as regiões do planeta de forma incomparável (constituindo em torno de 15% até 20% de toda a biomassa animal no planeta) só não é encontrado formigas nas regiões polares (Antártida e no Pólo Norte). Acredita-se que as formigas evoluíram a partir de vespas que apareceram no período Jurássico (199 milhões e 600 mil anos atrás).

As Formigas constroem seus ninhos subterrâneos, no interior de troncos ou até mesmo em ambientes artificiais como entre fendas em azulejos, tijolos, cada espécie com sua característica de locais de nidificação e construções.

As formigas doceiras apesar de ser conhecida por muito por esse nome inocente representa um grande risco a nossa saúde onde através de suas patas podem trazer uma série de bactérias algumas até mesmo patogênicas (causadoras de doenças), sendo muito perigosas em hospitais até mesmo em nossa residência. Sendo também uma grande inimiga das abelhas sem ferrão devido ao número incomparável de indivíduos e o sistema de defesas das abelhas nativas se tornam ineficientes contra esse número expressivo principalmente aos enxames recém divididos podendo destruír colônias inteiras de abelhas sem ferrão em poucas horas.

Mas devemos lembrar que existem relações comensais entre algumas espécies de abelhas sem ferrão e algumas espécies de formigas e de cupins como nos casos: Abelhas Trigonella moorei e formigas do gênero Crematogaster; entre à espécie de abelha Scaura Latitarsis e o cupins do gênero Nasutitermes e entre outras espécies que usam ninhos ativos de formigas e cupins para sua nidificação relatada por Kerr e PNN.

Já a casos como a Mandaçaia do Chão (Melipona quinquefasciata) que nidificam apenas em cavidades pré-existentes de cupinzeiros ou de formigueiros, principalmente abandonados ou de falha geológica natural que as abelhas encontrarem.

Formiga Doceira

Formiga Pote de Mel

Por elas terem antenas (órgão sensorial) que possuem receptores, conseguem através deles seguir a trilha de cheiro de néctar deixado pelas abelhas no final da tarde. Assim acabam atraindo milhares de formigas ao interior do enxame que saqueado por elas sucumbem e as vezes até nidificam ocupando seu interior.

A forma de combatê-las que encontrei foi primeiramente usando uma técnica antiga que era tentar localizar sua morada, mas não é tão fácil descobrir. Para encontra sua morada facilmente eu tenho derramado um pouco de mel por onde elas passam, assim elas formaram um caminho de ir ao mel recolher e voltar para o formigueiro ou regurgitar para outra formiga e voltar ao mel, fazendo isso elas indicaram o caminho do formigueiro quase como uma seta. (“Mel” >Formiga> Formiga > Formiga > “Formigueiro Alvo” ).

Formiga Doceira

Formiga Doceiras colhendo Mel

Descobrindo onde é o formigueiro podemos exterminá-las por fumigação, colocando em sua entrada e insuflando gases ao seu interior, após fechar todas as entradas que forem vistas. No meu caso eu usei Baygon Spray, mas isso tem uma eficiência melhor pelo que pesquisei se usar um prolongador acoplado ao spray, porém só nas formigas que fizerem seus ninhos subterrâneos as que fazem em frestas nos rejuntes de azulejos, tijolos não a necessidade do uso prolongador na grande maioria dos casos.

Formigas Baygon

Formigas protestando contra o Baygon

A outra solução caseira, mas não confio muito em sua eficácia. Acredito que deva funcionar para as formigas doceiras que residem no interior de nossa residência. Consiste em localizar o formigueiro, injetar com uma seringa de 30 a 50ml uma mistura de detergente líquido (usado para lavar louças) e água, sendo: 4 partes de detergente para 1 de água. O detergente terá a função de matar as formigas que estiverem no caminho e também de destruir a estrutura interna do seu túnel, impossibilitando que as formigas saiam; pode funcionar com formigas doceiras alojada nos azulejos.

A segunda maneira de exterminar as formigas doceiras que encontrei foi usando um inseticida chamado Tropper da Bio Carb Agroquímica, que tem como principio ativo o Fipronil, que danifica o sistema nervoso central da formiga entre outros insetos, bloqueando a passagem de íons e CluCi componentes do sistema nervoso central causando superexcitação dos músculos e nervos levando a morte.

Fipronil Tropper Bio Carb Inseticida contra formiga

Fipronil Tropper Bio Carb

A grande desvantagem do Fipronil é por ter ação lenta, o fato da formiga ao recebe o Spray fica molhada com esse produto que adere ao seu corpo, vai para o interior de sua colônia, contamina todo o restante. O efeito de ação do produto é de aproximadamente 10 a 15 dias, portanto muito lento. Se houver contato da abelha com a formiga molhada com esse produto, pode matar todo enxame. Não é recomendado o uso, porém usei na época pelo fato do formigueiro estar na casa do vizinho e por ser o único produto que encontrava a venda na cidade, mas todas as caixas foram protegidas com graxas para impedir que as formigas fossem até a entrada e tivessem contato com as abelhas. Lembrando que o Fipronil tem uma grande vantagem de combater várias espécies de formigas além das formigas doceiras.

A terceira solução foi à melhor encontrada até o momento. É um inseticida de uso doméstico em forma de gel para combate de formigas formigas doceiras usado até mesmo em hospitais, panificadoras, hotéis e assim vai… O inseticida vem em formato semelhante a uma seringa em uma embalagem de papelão.

STRAIK GEL MATA FORMIGAS

STRAIK GEL MATA FORMIGAS

Na verdade é um aplicador de um gel com substancia com principio ativo chamado de hidrametilnona (atua como um avançado toxicante metabólico impedindo a formação de ATP, causando um decréscimo na atividade física da colônia, diminuindo a respiração celular consumida) dessa forma toda a energia da formiga necessária para sobrevivência se extingue. Sua ação de eliminação das formigas doceiras ocorrer entre 2 a 4 dias após a sua aplicação no máximo. As formigas operárias além de transportarem, ingerem repassando o produto no ninho para outras formigas, até mesmo a rainha(s), eliminando em efeito dominó todo o formigueiro.

A única dica para seu uso é aplicá-la sem interrupção da trilha das formigas (colocar a 6cm de distancia da trilha, pois o produto pode ser rejeitado se interromper a trilha) e colocando em filetes retos com mais ou menos 3cm de comprimento. Procure colocar em locais aonde tenha certeza que as abelhas não irão e elimine o produto pela manha por garantia, limpando bem o local.

Espécies de formigas controladas e atraídas pelo produto: Formiga Fantasma (Tapinoma melanocephalum), Formiga Louca (Parathechima longicornis), Formiga Faraó (Monomorium pharaonis), Formiga Acrobática (Crematogaster spp), Formiga Cabeçuda (Pheidole spp), Pequena Formiga de Fogo (Wasmannia auropunctata), Formiga Lava-pés (Solenopsis invicta), Paratrechina fulva e Monomorium floricola.

E vocês o que tem feito para combatê-las?